Sobre a verdade e a realidade textuais

Coisas lindas de titia!

Post rápido!

Nessa semana discutimos que o que chamamos, numa obra ficcional, de verdade ou de realidade, só é válido como verdade e como realidade dentro do texto. Alguns de vocês tiveram dúvidas, então, vamos desenvolver um pouco mais.

Para isso, perguntas:

  • Vampiros existem?
  • Animais falam usando linguagem verbal?
  • A morte pode decidir fazer greve e deixar de matar pessoas?

Resposta para todas essas questões: não, salvo se você considerar essas realidades dentro de obras ficcionais. Em histórias de Drácula, True Blood e Nosferatu, vampiros existem. Em fábulas, contos de fada, Crônicas de Nárnia, desenhos do Scooby Doo e obras equivalentes, animais falam. Em As intermitências da morte, romance de José Saramago (que morreu ano passado), a morte faz greve e para de matar. É, ela fica revoltada porque ninguém gosta dela e resolve dar um tempo para os seres humanos sentirem como ela faz falta. E, como você pode ver pelo fato de Saramago ter morrido, isso só acontece em histórias.

Portanto, a realidade do mundo prático, aquele que eu gosto de chamar de empírico, esse mundo nosso, do cotidiano é uma. Se alguém nele te disser que viu um vampiro de verdade, e que isso não foi sonho, e essa pessoa tiver mais de 8 anos de idade, você está diante de alguém que tem problemas. Chame um psiquiatra. Gente que já passou da infância e está confundido realidade com fantasia está passando por problemas sérios.

Se, no entanto, quem confunde a verdade do mundo real, do mundo empírico, com a verdade/realidade dos livros de ficção, do cinema, dos contos de fada, tiver menos de 8 anos, tudo bem. Reconhecer o que é imaginário e o que é verdadeiro é uma aprendizagem. Só não vale tirar vantagem disso para assustar primos e irmãos pequenos, tá? No máximo, deixa a criança curtir um pouquinho a fantasia, se ela trouxer sensações boas e não for perigosa. Faz feito o pai do mini Darth Vader no comercial da Volkswagen.

Não viu ainda o vídeo? Ah, vê agora!

No fim da semana eu deixo uma postagem sobre os conceitos que temos estudado! Beijinho e até a próxima!

Update: Como eu tenho que aproveitar o vídeo para fazer um momento nerd, vou postar de novo o vídeo da banda Seminovos. A canção? Luke, eu sou seu pai

Se alguém tinha alguma dúvida de que eu sou fã de Star Wars, acho que fica bem claro agora né?🙂

Update 2: Acabei de ser apresentada a um vídeo dos Seminovos que é uma luva pra essa post! É a história de uma menina que leu Crepúsculo e levou a sério demais! 🙂

4 thoughts on “Sobre a verdade e a realidade textuais

    • Que pergunta complexa!!

      Tecnicamente, se você pensar que é a ordem cronológica da história, tem que começar pelo capítulo I. Mas eu prefiro os filmes mais antigos. Se O retorno de Jedi tem os Ewoks pra dar uma quebrada na seriedade, o episódio I tem Jar Jar Binks. E eu ODEIO Jar Jar Binks. Ele estraga todo o episódio.

      Dos filmes recentes, bom mesmo é o episódio III, A vingança dos Sith. Rolou uma lagrimazinha emocionada quando a máscara de respiração de Vader foi acionada pela primeira vez.

      Darth Vader é o cara!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s