E o primeiro gabarito 2010 vai para…

a ficha 1, claro!

Vamos ser rápidos e diretos (rasteiros NUNCA!! Diga não à mediocridade!) nessa gabaritação. Sigam-me os bons!

Questão 1

De acordo com a moral da história, os artistas desempenham na sociedade a função de entreter, alegrar, divertir a população, como a formiga boa diz que a cigarra faz com o seu canto.

Atenção: essa noção de divertimento e de entretenimento não é, de modo algum, pejorativa. É o canto da cigarra que auxilia a formiga a persistir no trabalho cotidiano. Assim, esse divertimento promovido pelo trabalho do artista também ajuda os seres humanos a suportar a realidade melhor.

Questão 2

Parasitas sociais são pessoas exploradoras, que vivem às custas de outras sem contribuir com a comunidade; são assim chamados, também, seres supérfluos na organização social. Portanto, ao denominar os mbongi de parasitários, Candido destaca que o status por eles adquirido (vivem junto às elites) não é compatível com o que eles oferecem para a sociedade dos tonga. Na verdade, o produto da arte dos mbongi é usado para manter as relações de poder já existentes.

Questão 3

Resposta pessoal. Desenvolvam a argumentação de vocês.

Questão 4

Idem. (Preciso dizer que estou curiosa com as argumentações das questões 3 e 4!)

Questão 5

Item A – Na fábula, Monteiro Lobato assinala que a arte tem um papel social importante e que o artista é um trabalhador como os outros. Sendo assim, deve-se dar condições para que os artistas possam se sustentar quando eles não conseguirem se manter sozinhos.

Item B – Lobato construiu dois personagens de caráter antagônico: uma formiga boa, solidária, e uma formiga má, invejosa, pão-dura (ela é usurária, ou seja, comete o pecado – noção importantíssima para a condução ética de um país predominantemente católico como o nosso – da usura) e mesquinha. Com esses perfis ele incentiva o leitor a querer se parecer com aquele que é retratado como bom, comportando-se como ele. Além disso, Lobato também destaca que a formiga má não tinha importância social, pois não faria falta a ninguém.

Questão 6

Manuel Bandeira, em Nova Poética, afirma que a o papel da poesia é ser como uma mancha de lama numa roupa branca, é “Fazer o leitor satisfeito de si dar o desespero“. Isto significa que a poesia denuncia as imperfeições da vida, tira as pessoas da realidade às quais elas estavam acostumadas e nas quais estavam acomodadas. Por isso a ideia de poeta que ele lança é a do poeta sórdido: sendo “sujo” ele está próximo dessas imperfeições da vida e pode levá-las ao seu trabalho. Essa poesia que se aproxima da realidade se opõe ao lugar-comum de poesia como algo delicado (orvalho), fantasioso, ligado apenas a sonhos românticos (menininhas, virgens e amadas são palavras que se relacionam com campos da afetividade) e femininos (afinal, ele deixa a poesia-orvalho apenas para seres femininos, sejam eles tangíveis – menininhas, virgens, amadas – ou intocáveis – estrelas).

Anúncios

2 thoughts on “E o primeiro gabarito 2010 vai para…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s